sábado, 21 de maio de 2016

Grey - E. L. James

Resenha por: Vitória Bueno
Nota: 8,5/10
Livro: Grey
Autora: E. L. James
Numero de páginas: 528
Editora: Intrínseca





Sinopse: Na voz de Cristian, e através de seus pensamentos, reflexões e sonhos, E. L. James oferece uma nova perspectiva da história de amor que dominou milhares de leitores ao redor do mundo.
Cristian Grey controla tudo e todos a seu redor: seu mundo é organizado, disciplinado e terrivelmente vazio - até o dia em que Anastasia Steele surge em seu escritório, uma armadilha de pernas torneadas e longos cabelos castanhos. Cristian tenta esquecê-la, mas em vez disso acaba envolvido num turbilhão de emoções que não compreende e às quais não consegue resistir. Diferentemente de qualquer mulher que ele já conheceu, a tímida e quieta Ana parece enxergar através de Cristian - além do empresário extremamente bem sucedido, de estilo de vida sofisticado, até o homem de coração frio e ferido.
Será que, com Ana, Cristian conseguirá dissipar os horrores de sua infância que o assombram todas as noites?
Ou seus desejos sexuais obscuros, sua compulsão por controle e a profunda aversão que sente por si mesmo vão afastar a garota e destruir a frágil esperança que ela lhe oferece?

Resenha: A perspectiva de Grey me fez repensar tudo que eu sabia sobre Cinquenta tons de Cinza. Eu li a trilogia há alguns anos e quando decidi ler essa versão, deixei minha mente bem aberta, pois eu sabia que teria de compreender esse homem misterioso e aceitar os  motivos de seus desejos obscuros.
Grey desejou Anastasia desde o princípio, sempre a quis como sua submissa, mesmo sabendo dos riscos de se envolver com uma mulher com opiniões tão diferentes das dele.
Em alguns momentos me diverti com a possessividade dele, e com a ingenuidade dela. Na versão original, eu odiava toda essa possessão de Cristian e eu não via a Ana tão ingenua, apesar de achá-la boba as vezes.
Diferente da visão de Ana, essa foca bastante no trabalho de Grey, principalmente sua preocupação com a fome no mundo e seus projetos para combatê-la.
Consegui compreender melhor o Cristian, principalmente os traumas dele, que são retratados tão detalhadamente nesse livro. Entendi também sua relação com Elena, como ela o ajudou mas também é claro, como ela o colocou nesse mundo de desejos tão exóticos, que o levaram a ser tão sozinho e infeliz. Outra coisa que notei nesse livro, é que Cristian gosta muito de Ana, ele entende que ela traz luz à sua vida, mas sente medo da sensação que sente em relação a ela.

Eu particularmente gostei do livro. Mas ainda prefiro a versão narrada por Ana. Entretanto, reconheço que foi necessário publicar esse livro, afinal, várias coisas foram esclarecidas, coisas que me deixaram bem frustrada (e as vezes), com raiva nos outros livros. Então que bom que a E. L, James nos proporcionou esses esclarecimentos.

Indico para todos que leram e gostaram, assim como eu, de Cinquenta tons e desse maníaco por controle que é Cristian Grey.