sábado, 30 de julho de 2016

A estrela que nunca vai se apagar - Esther Earl

Resenha por: Vitória Bueno
Nota: 8,5
Autora: Esther Earl
Livro: A estrela que nunca vai se apagar
Número de páginas: 437
Editora: Intrínseca



Acho que devo começar dizendo que "A estrela que nunca vai se apagar" é uma biografia, então se você NÃO gosta de biografias recomendo que nem leia esse livro. Eu sei, é tentador ler um  livro sobre a garota que inspirou John Green a escrever "A culpa é das estrelas", mas acredite, esse livro é realmente uma biografia e de nada tem haver com o aclamado romance do Tio John.
Mas, devo dizer que se você gosta de garotinhas engraçadas, inteligentes e com pensamentos revolucionários, então, sim, você pode tentar ler esse livro (eu não costumo gostar de biografias mas li ávidamente a história de Esther).
Devo alertar você leitor, que essa não é uma história com um final feliz.
Esther descobre que tem câncer de tireoide aos 12 anos. Mas ela não é uma garota que deixa transparecer suas dores e medos, a não ser nos diários que ela deixou depois de morrer, onde ela bota para fora tudo o que ela não consegue dizer. São esses diários que dão vida ao livro.
O livro se alterna entre os relatos de Esther em seus diários e blogs da internet, e as mensagens de sua família e amigos.
De verdade, esse livro realmente me deixou tocada. Imaginem só, uma adolescente, que deveria estar na escola, dando suas primeiras flertadas com os garotos mais velhos, internada em uma UTI, encarando uma doença em que ela sabe que pode matá-la de uma hora para outra. Esther consegue achar a felicidade em meio a essa tempestade que é sua doença e a cada página, te faz refletir mais e mais sobre o que você está fazendo sentada no sofá quando deveria fazer algo para ajudar alguém.
Se vocês querem saber a relação de John Green com a pequena Esther, lhes darei um spoiler: eles eram amigos. John Green escreveu a introdução do livro contando como a conheceu e como seu modo de ver a vida mudou depois disso.
Não pensem que a Hanzel de "A culpa é das estrelas" é Esther Earl. As duas só tem algo em comum: o câncer de tireoide. Apenas isso.
Bem, eu estava brincando quando disse que não recomendo esse livro para quem não curti biografias. Na verdade esse livro é muito gostoso e divertido de ler. Você chora e ri o tempo todo. Acreditem, Esther sabe como fazer uma pessoa sentir diversos sentimentos de uma vez só.