segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Tubarão - Peter Benchley

Resenha por: Vitória Bueno
Nota: 9,0 - 10,0
Livro: Tubarão
Autor: Peter Benchley
Número de páginas: 335
Editora: Nova Cultural



Sinopse: Amity era uma tranquila cidade balneária da costa de Long Island... até o dia em que um terrível animal começou a rondar as suas praias. Era um grande tubarão branco, também conhecido com o "comedor-de-homens"... Uma história surpreendente, narrada num permanente clima de suspense e terror.

Resenha: Lá estava eu, em um mini sebo procurando algum livro legal para levar pra casa. Ai bati os olhos nessa edição fantástica de "Tubarão". Ela é bem antiguinha já e fiquei super feliz por ter encontrado ela. Já faz um tempo que eu queria esse livro. A Darkside lançou edições incríveis dele e eu fiquei maravilhada, mas como todos sabem, é preciso pegar boas promoções pra comprar os lindos livros da Caveirinha, então quando eu encontrei esse livro por 5 reais, não pude resistir, é claro.

E assim, devorei o livro em menos de uma semana. E gostei imensamente.

O livro conta a história da cidade de Amity, que é uma cidade de poucos habitantes e que só se enche no verão, quando turistas de diversos lugares alugam casas para passar o verão na beira da praia. Nos meses restantes, Amity é quase deserta e os moradores estocam provisões para não passar dificuldades já que o dinheiro provém dos veranistas.
Em um dia, no começo do verão, a cidade ainda estava vazia mas os turistas já começavam a chegar e com isso, o dinheiro. E um sinistro ser das profundezas do oceano, assim como os moradores de Amity, parecia estar adorando aquele novo aglomerado de gente. E assim começa a história, quando uma mulher é morta por um tubarão enquanto se refrescava no mar.

O policial Brody, nosso personagem principal, precisa então investigar o porque de um tubarão estar nadando tão perto da praia, em uma época do ano em que as águas estão quentes, o que não agrada o peixe. Ele quer prontamente fechar a praia mas a cidade toda se revolta já que fechar a praia significa afastar os veranistas da cidade e consequentemente, o dinheiro.

A história é surpreendente. Há todo o suspense em volta das mortes assombrosas que não chega a assustar exatamente, mas deixa o leitor abismado com a frieza do autor ao descrevê-las (o que achei incrível), mas há também as aventuras dos personagens secundários que me deixou de boca aberta.

O autor é fantástico, nem sei o que dizer sobre ele. A frieza dele em certos momentos me surpreendeu de verdade, e a forma com que ele descreveu a personalidade dos personagens foi bem instigante.

Não sei o que reclamar do livro. Talvez se o autor tivesse implantado um pouco mais de tensão e terror na trama, o livro tivesse ficado ainda melhor. E eu gostaria de saber o que houve com os personagens depois que tudo acaba mas o livro chega ao fim sem mencionar as consequências reais causadas na vida dos moradores de Amity. Mas fora isso, o livro é ótimo. A leitura é maravilhosa e o leitor quer chegar a todo custo ao desfecho da história.

Todos devem saber que esse livro tem uma adaptação cinematográfica, dirigida por Steven Spielberg em 1975. O filme também é muito bom apesar dos escassos recursos da época. Recomendo!

Onde comprar: livraria cultura , amazon , saraiva , submarino